18/06/2019

O Jornal Edições Anteriores Mídia Kit Fale Conosco

18/06/2019

Jabaquara 55 anos: Terra dos Sonhos

Publicado em 21/03/2019

Em mais um ano solene, o Jabaquara comemorou nos dias 09, 10, 16 e 17 seus 55 anos de distrito.

Em mais um ano solene, o Jabaquara comemorou nos dias 09, 10, 16 e 17 seus 55 anos de distrito. Promovendo muitas atrações no decorrer de cada dia preparado para a população. Valorizando assim, a cultura e o talento dos Jabaquarenses. Em seu histórico de conquista, pode-se acrescentar que a cada ano vem aumentando o número de voluntários que se sensibilizam para ajudar a região.

Dando um pulo no passado, no século XVIII, o Jabaquara (que ainda não tinha nome definido) era rota dos viajantes que se dirigiam para a região de Santo Amaro e para Borda do Campo, sendo esta região do ABC paulista. Enxergando toda essa movimentação de pessoas, os quinteiros e trabalhadores rurais começaram a adquirir terrenos e abriram seus primeiros estabelecimentos comerciais e agrícolas para poder atender àqueles viajantes e também povoar a região.

Nesta época, circulava por esse território trens a vapor de uma pequena via férrea que interligava Vila Mariana até Santo Amaro. Alguns anos depois, a São Paulo Tramway Light and Power instaurou um Bonde que ia desde a rua Tutóia até o centro de Santo Amaro, o famoso “Bonde de Santo Amaro” que está em exposição na estação Adolfo Pinheiro (linha 5 lilás do metrô). O desenvolvimento de fato do Jabaquara, veio depois da criação da Av Washington Luiz em 1920, se intensificando com a inauguração do Aeroporto de Congonhas e com a criação da primeira linha de metrô (linha 1 azul) em 1974, a mais antiga da capital paulista.

Em 1964, de fato o distrito do Jabaquara é oficializado. Sendo que este nome (Jabaquara) é derivada da língua Tupi e significa “toca de fuga” menção aos quilombos. 

Este ano, nos 55 anos do Jabaquara, por iniciativa do Jornal Jabaquara em notícias, com direção de Rosa Maria Gomes, mais uma vez a população pôde desfrutar de muita diversão e lazer na região, com muita Música, Artesanato, Gastronomia, Futebol, Mini Maratona, Feira de Saúde e Cidadania, Testes rápidos de HIV e dentre outras infinidades de benefícios para a sociedade. E ainda será incluído este ano a 1° Corrida 5K - 100% Jabaquara.

O evento teve início no sábado (09/03) das 8h às 20h. Uma iniciativa do Jornal Jabaquara em Notícias e apoio das empresas locais.

Fechando este dia festivo, teve a final da premiação Miss 2019, Jennifer Rodrigues, 21, Miss Jabaquara 2018, entregou a faixa, para Laiane Lopes(18)  Miss Jabaquara Adulta e relata que “sendo Miss Jabaquara 2018 me trouxe muitas oportunidades, tive muitos patrocínios que vem me acompanhando até hoje, final do reinado, mas vão continuar me patrocinando. Minha vida mudou completamente, aprendi a me produzir, se olhar no espelho e se ver bonita. Estou muito feliz e triste ao mesmo tempo, porque agora terei uma nova sucessora, mas estou muito grata”, afirma a Miss Jabaquara 2018. Neste grupo também tiveram a escolha da Miss Simpatia Sarah Alice Rodrigues (19) e três princesas, sendo elas: 1° Larissa Santos, 2°  Scheila Correia (20) e 3ª Jennifer Cardoso da Silva (22). Miss Infanto Juvenil, Camilla Hellena Santos Oliveira (15), Miss Simpatia, Marcela Barbosa Felizardo (10) e a Princesa Sophia Araújo.

No quesito de Miss Melhor Idade, Silene Bartchewsky (60), Miss Simpatia Djanira Bezerra dos Santo e as princesas 1ª Cleyde Andrade Amaral e 2° Rosa Maria Andrade Miura. Já na Miss Plus Size, a Miss eleita foi Emeli Paiva, Miss Simpatia Tatiele Ribeiro e a princesa foi Fabi Amorim.

A moradora da Vila Guarani Tais Olim, 30, em entrevista nos fala que o evento “foi legal, pelo fato de reunir os moradores. Os shows foram legais, sem contar do espaço kids. Aqui na Vila Guarani não possui muitos eventos como este, achei bom porque conseguiu agregar toda a massa da região. O interessante nisso foi que reuniu os artistas locais avalia Tais Olim. Passaram pelo palco no domingo dia 10, Banda Neurozen, Abstruso, De volta as jovens tardes com Rodrigo Fittipaldi, Tatty e Rapha, Bague Sorriso, Renê Sobral, Biro do Cavaco entre outros.

As alunas da J&B Escola de Música e arte Maria Fernanda, Mariana Miguel, Giovana Marquez, Luigi Ferrari, Gabrielle Flauzino, e Haissa Ribeiro animaram o sábado (16), no espaço da feira livre, ao lado do terminal do Jabaquara.

A dona de casa Jane, moradora do bairro há 50 anos, presente no evento do dia 16, Festival Mulher e Cidadania, diz que a festa “foi muito boa, atendimento ótimo, pena que quem não veio deixou de participar de um evento super interessante” e nos fala ainda que “eventos como este tem que ter todos os anos, estou muito feliz”, avalia Jane. O primeiro Festival Mulher e Cidadania foi em homenagem ao mês das mulheres, teve a iniciativa e organização pela Casa Bem Querer Mulher – Zona Sul, CIC Casa da Cidadania – Jabaquara e Consabeja Conselho das Sociedades Amigos do Jabaquara e Adjacências. Estiveram presente a Supervisão de saúde Vila Mariana/Jabaquara, Zoonoses, Ong Faça Sua Parte, Embeleze, Essa, Cat Jabaquara, Defensoria Pública do Estado e Procon, em um total de atendimento de mais de 2500 pessoas. Este evento teve o apoio cultural de Daniel Annemberg.

No dia 17/03, em comemoração aos 300 anos da Casa Sítio da Ressaca, no Centro de Culturas Negras do Jabaquara - Mãe Sylvia de Oxalá, por direção e produção de Igor Bartchewsky houve a 8ª Encenação da peça ‘Jabaquara...A terra de um sonho Cidadão’.

As comemorações ainda não param por aqui, a organização esta a frente para acontecer a Corrida 5K – 100% Jabaquara, com data e local a ser confirmado. A Corrida está fundamentada nas ações de qualidade de vida por meio da prática de atletismo, vislumbrando o fortalecimento do hábito esportivo na região.

 

FECHAR

 
Publicidade