28/02/2020

Mutirão nos Bairros, evento realizado no Jabaquara e Vila Mariana

Publicado em 02/10/2019

Foram realizados 2.500 atendimentos no Jabaquara e 3.400 na Vila Mariana

 

O projeto Mutirão nos bairros foi criado para promover ações de serviços oferecidos por diversas secretarias municipais e as principais atividades de zeladoria. Aconteceu durante os finais de semana 21/09 e 28/09 e foram realizadas ações que levam serviços ofertados nos equipamentos da administração municipal para próximo da população que mais precisa. Aconteceu na região da Subprefeitura Jabaquara nas ruas; do Comerciário,  Anita Costa e Nelson Fernandes, totalizando mais de 2.500 atendimentos.

A ação na Vila Mariana ocorreu na Alameda dos Guaiós, entre as avenidas Piassanguaba e Itacira, atrás do Santuário São Judas Tadeu e totalizou mais de 3.400 atendimentos.

No bairro Jabaquara teve muitas atividades coletivas como; dança, vôlei, futebol e tênis de mesa (ping pong), com o apoio do Centro Parolímpico Estadual que fica na região. Houve ainda exposição de carros clássicos como; Voyage, Fusca, Camaro e Opala, expostos para chamar atenção dos passantes no local. Contou também com a presença de duas campeãs estaduais de xadrez, que são moradoras do bairro, jogando e falando sobre o esporte de tabuleiro. O Subprefeito do Jabaquara Arnaldo Faria de Sá agradeceu as comunidades e os moradores presentes no mutirão.

Á convite do subprefeito Faria de Sá, esteve presente o representando do Ministério da Economia Superintendência Regional do Trabalho em São Paulo, Antônio Fojo da Costa da Fiscalização do Trabalho de pessoa com Deficiência e Aprendizagem (PCD) dando orientações dos projetos de inserção de pessoas com deficiência e cota de aprendizagem. “A cota alternativa visa o aprendiz em situação de vulnerabilidade; conversamos com o subprefeito para ele ver a possibilidade de disponibilizar vagas para esses aprendizes na subprefeitura, ficamos contente e muito honrado com o apoio dele”. Essa proposta poderá ser para as outras subprefeituras segundo Fojo. “Quanto mais vagas mais interessante, porque no projeto da superintendência a gente fiscaliza as empresas e são empresas que geralmente não conseguem cumprir as cotas dos aprendizes, por terem atividades que um menor de idade não pode realizar, como empresa de segurança de asseio e conservação, então essa cota alternativa surgiu para suprir essa deficiência, assim às empresas de segurança e outras que empregam muita gente, criou-se essa possibilidade de se cumprir fora do local, então buscamos parceria junto a subprefeitura, o estado que possa disponibilizar essas vagas  para que as empresas coloquem um aprendiz no ambiente de trabalho e terem uma complementação do estudo, respeitando a condição de aprendiz e de ser menor de idade. Aqui estamos dando orientação” declarou.

Além de explicações sobre o mercado de trabalho e sobre vagas especiais, os técnicos realizaram alguns encaminhamentos de vagas PCD (Para pessoas com deficiência). Empresas com mais de 100 funcionários, que obrigatoriamente têm de contar em seus quadros de colaboradores com profissionais PCDs, mas que não têm muitas possibilidades devido às características das atividades, por exemplo, podem contratar os funcionários e aloca-los para a execução de serviços públicos em Subprefeituras, como colocado por Antônio Fojo.

A tenda do CAT (Centro de Apoio ao Trabalhador e Empreendedor de São Paulo) foi uma das mais procuradas, foram quase 350 atendimentos, com cerca de 150 encaminhamentos para vagas. A moradora da Vila Guarani Andressa Pereira da Silva, (30) esteve com a filha Stephany para tirar a carteira de trabalho. “Achei muito legal o evento porque estão dando varias oportunidades, inclusive para minha filha de 14 anos que conseguiu fazer a carteira de trabalho e passar no CIEE para fazer um cadastro de emprego, estou achando importante os jovens a partir dos 14 anos já terem o documento  e a possibilidade do primeiro emprego. Aproveitei para procurar uma vaga de emprego para mim também que estou desempregada há um ano” afirmou Andressa.

Andressa e sua filha Stephany citadas na matéria. 

O bairro também recebeu, como acontece em todas as edições do Mutirão, serviços de zeladoria, como limpeza de calçadas e de bueiros, poda de árvores e pintura de guias.

Subprefeitura Vila Marina

Na Vila Mariana o evento aconteceu no sábado 28/09, durante a edição a Subprefeitura Vila Mariana realizou serviços de zeladoria na região e em seus arredores como capinação, varrição, poda, pintura de guias, tapa buraco, entre outros.

Quem necessitou dos atendimentos de Saúde pôde aferir a pressão arterial e de glicemia capilar. Na tenda da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) também foram realizadas sessões de auriculoterapia (acupuntura na região da orelha) e testes para doenças sexualmente transmissíveis (DST). Durante a ação, a SMS também ofertou dicas sobre saúde bucal e da mulher, assim como orientações sobre doenças sexualmente transmissíveis.

O público presente também pôde participar de uma feira de troca e distribuição de livros promovida pela Secretaria Municipal de Cultura (SMC) com exemplares à disposição da população.

A ação na Vila Mariana também contou com intervenções das secretarias municipais de Assistência e Desenvolvimento Social, Pessoa com Deficiência, Inovação e Tecnologia, Direitos Humanos, além da Sabesp e da Cohab.

 

 

FECHAR

 
Divulgue sua empresa