15/08/2018

O Jornal Edições Anteriores Mídia Kit Fale Conosco

15/08/2018

Proprietários do Sítio da Ressaca

Publicado em 05/04/2018

Consta em registros que o sítio pertenceu ao capitão Agostinho Machado Fagundes de Oliveira, que veio a falecer em 1716, onde até então era o proprietário do local. Após esse período, a casa

 

            Consta em registros que o sítio pertenceu ao capitão Agostinho Machado Fagundes de Oliveira, que veio a falecer em 1716, onde até então era o proprietário do local. Após esse período, a casa Sítio da Ressaca foi construída pela sua viúva, Maria de Vasconcellos, em 1719, de acordo com a descrição da data feita na verga da porta principal da casa.

            Menciona-se também em registros que a casa tivera diversos proprietários durante todo esse período que acorreu desde 1719, houve inúmeras vendas do território, como em 1742, Maria de Vasconcellos vende a casa para Francisca Caminha. Já em 1780, surge a primeira designação Ressaca, mantinha-se como proprietário do Sítio, D. Tereza Paula de Jesus Fernandes.

            Já em 1782 Tereza Fernandes doou uma parte da área do Sitio da Ressaca ao Francisco Raposo, uma parte ela vendeu a Vicente Rodrigues, outra área passou para Beata Úrsula, e pôr fim a parte como sede, vendeu para o padre Félix José de Oliveira.

Assim a casa sucessivamente passou por outros proprietários, até ser vendida para Antônio Cantarella, o último proprietário do local, juntamente com sua família, que a tornou em chácara. Em 1969, a chácara foi loteada em 40 lotes, onde todos foram vendidos, dessa forma, Antônio se tornou o responsável pela urbanização do bairro Jabaquara.

A partir de 1978 sua restauração foi iniciada devido a desapropriação do local. A obra ocorreu em torno de um ano, e logo em 1979 foi inaugurada. No entanto, em 1986 houve um incêndio na área, devido a isso ocorreu uma nova restauração para preservar a casa que acarreta um longo período desde sua construção. Acompanhe mais acontecimentos sobre o Sítio da Ressaca na próxima edição de nº 535/257.

 

FECHAR

 
Publicidade